COWBOYS MOTOQUEIROS - A ORIGEM

Hoje vamos falar de algo que que influenciou a cultura motociclística: os cowboys.

A figura do cowboy é intensamente enraizada no instintivo coletivo americano. E apesar do período que conhecemos como o “velho oeste” ter durado algumas décadas, ele foi decisivo para a construção da imagem e cultura dos EUA.

Em meados do século 19, imigrantes aventureiros e empreendedores desembarcavam no outro extremo da América, em lugares como Nova York, e partiam a cavalo em direção ao oeste, em busca de terras ou riquezas que eram concedidos pelo governo para quem desbravasse e povoasse novos territórios. Essas pessoas eram verdadeiros pioneiros! Mas como é de se imaginar, muitos não chegavam no destino. Fosse por doença, conflito com povos indígenas, fome ou exaustão, não era incomum que metade de uma família morresse no caminho.

Por isso a figura do cowboy, cruzando os EUA em busca da mítica “fronteira”, se tornou um mito idealizado e romantizado naquele país, inspirando um incontável número de histórias. E sendo assim, ele não poderia deixar de influenciar outro grande mito de lá: as motos Harley-Davidson. Como quem anda de moto também tem espírito de aventura, não demorou para que os primeiros motociclistas se inspirassem no velho oeste e trouxessem para suas motos e estilo de se vestir muitas das coisas que seus heróis do passado usavam.

Botas de couro, jaquetas com franjas, lenço no pescoço, calça jeans, cinto com fivela exagerada, t-shirt do Motörhead , capacete debaixo do braço e uma “Harley Davidson”. Essa é a cowgirl motoqueira em direção em busca de novas “fronteiras”!

Posts Em Destaque